Bárbara em Salvador

    Pra quem quer saber como anda a minha vida por aqui...

  1. Pra começo de conversa, eu sou LOIRA! Isso mesmo, aqui na Bahia eu sou considerada loira! Nada de dizer que a loira da família é a minha irmã... Agora eu também sou! ;)
  2. Tudo começou um dia que, andando na rua, um cara gritou "e aí, galega!" e eu pensei "esses baianos, nem pra usar uma cantada decente... Eu nem sou loira!" Mas aí comecei a perguntar pras pessoas daqui... E é meio unânime: castanho claro aqui é loiro!

  1. Vocês já assistiram o filme Ó paí, ó? Pra quem já assistiu, eu tô morando em uma rua que faz eu me sentir nesse filme... Na verdade chamar onde eu moro de "rua" é um elogio! Na verdade é um beco, onde nem entra carro! E no meu beco moram vários desses caras que alugam cadeira na beira da praia, vendem picolé feito em casa em isopor, etc... Fora as festas que eles fazem com axé no último volume, qualquer dia da semana... Ou as brigas que dá pra ouvir da janela...


  1. Mas praqueles que ficaram preocupados com a minha situação de moradia, não se preocupem! Aqui não falta água todos os dias como no filme! (Tudo bem que teve um apagão que atingiu o nordeste todo esses dias... Mas eu nem vi... Eu tava no festival de verão!)


  1. Ah, sim, festas... Tenho passado bem pouco tempo em casa... A Bahia no verão é sinônimo de festa! Tem algo acontecendo todos os dias, toda hora! Em duas semanas eu já:
    1. Fui no Festival de Verão, um festival de música enorme que acontece todos os anos... Vi o show da Ivete lá! Engraçado como aqui os shows de rock são vazios e os de pagode são lotaaados! (no festival tinha um palco mais rock... Que nunca tinha ninguém! Aqui pagode é que faz sucesso! Ah, lembrando que "pagode" aqui não é o que a gente chama de pagode no sul... Pagode aqui são músicas como aquelas do post anterior! O que a gente chama de pagode aqui é samba!)


    1. Fui na Festa de Yemanjá.
    Aqui, no dia 2 de fevereiro as pessoas vão na praia do Rio Vermelho, levam seus presentes para a orixá dos mares (flores, perfume, jóias) e deixam tudo na Casa de Yemanjá. Isso desde bem cedinho de manhã, antes do sol nascer. Lá pelas 4 da tarde, eles juntam todos os presentes recebidos durante o dia e levam em barcos até o meio do mar, onde entregam os presentes. Dizem que se o presente não afundar é porque Yemanjá não aceitou! Também tem gente que prefere jogar suas flores direto no mar. Além disso, vários terreiros colocam barraquinhas na beira da praia... e as mães de santo benzem quem quiser ser benzido... e também tem gente que recebe santo. Ainda não aprendi o suficiente sobre candomblé para explicar o que exatamente acontece lá, mas com certeza estavam homenageando Yemanjá! ;)
    (para entrar no clima da festa de Yemanjá, ouça essa música! E se quiser ver mais da festa, veja aqui)
    Mas claro que, como estamos na Bahia, uma festa popular não podia deixar de ter Trio Elétrico, né? :) Então nesse dia, seguimos o arrastão do Psirico e do Olodum! :)
    1. E por falar em Olodum, também fui a um show deles grátis no pelourinho. Só que show do Olodum no pelourinho custa 80 reais normalmente. Então, sendo grátis, estava cheeeeeio e eu quase morri esmagada pelas pessoas! Saí de lá com arranhões e tudo :P


    1. Já fui no pelourinho ver um show de Gerônimo (que canta a música "É d'Oxum") nas escadarias de uma igreja


    1. Já fui no jazz do MAM - um evento bem legal que acontece todos os sábados! É jazz ao ar livre, no pátio do museu de arte moderna, na beira da praia, com vista para a Baia de Todos os Santos. E quem chega cedo vê um por-do-sol lindo!


    1. Já fui no show dos Móveis Coloniais de Acaju (tá, eles não são daqui, mas o show é de um projeto que tem shows grátis todo domingo no Parque da Cidade)


    1. Também já comi acarajé (vários!) na Dinha - o acarajé mais famoso da Bahia!


    1. E, óbvio, já fui pra praia várias vezes (morando aqui eu posso sair pra caminhar na orla no fim da tarde e depois tomar um banho de mar e assistir o pôr do sol!)


  1. Falando em pôr do sol, estou morando a uma quadra da praia! E é a praia que tem o pôr-do-sol mais lindo aqui de Salvador (Porto da Barra)... Então já vi o sol se por no mar várias vezes (e o povo aqui aplaude quando o sol se põe! Adoro!)... Só não consegui ainda companhia pro chimarrão ;)


Comentários(3)

3 Response to "Bárbara em Salvador"

  1. Glauce Luiza, on fevereiro 06, 2011 said:

    O acarajé mais gostoso é o de Regina!!

    O de Dinha é meio cheio de massa... gosto não.


    E aqui pra nós? Chimarrão é mega ruim! rsrsrs

  2. Bárbara, on fevereiro 06, 2011 said:

    Não conheço ainda o acarajé de Regina... me leva lá? :)

    No de Dinha sinto falta do caruru!! Adoro caruru!!

    E chimarrão é bom sim!!! Não vem falar mal!! haha

    Ainda vou te fazer tomar chimarrão comigo ;)

  3. Felipe Bandeira, on fevereiro 08, 2011 said:

    adorei esse post... barbara, eu já disse! aproveite o verão, depois não tem nadaaaaaaa, só chuva e não pode nem tomar banho de mar. então vá para tudo que vc puder agora.